Mais uma vez estamos comemorando o Dia das Mães, uma data singular, especial e reflexiva sobre o papel maternal da mulher na família.

Da iniciativa de uma jovem chamada Anna Jarvis, que lá no ano de 1905 focou em procurar um dia em que pudesse dedicar e tornar público todo o amor que sentia pela sua mãe, nasceu o Dia das Mães.

Entretanto a mãe de Anna havia falecido logo no início do ano, saudosa a menina foi em busca do reconhecimento do dia (segundo domingo de maio) como sendo o momento ideal para homenagear todas as mães.

Um dia só para ela é muito pouco…

A máxima, “Dia das Mães é todo dia”, anda de vento em poupa, contudo, na prática isso nem sempre é verdade. Mães tem uma vida atribulada, intensa e sobrecarregada. Ela leva consigo, no seu ventre, filhos e filhas, um ou muitos.

Porém, alguns esquecem disso a medida que o tempo passa, pior, esquecem que mães tornam-se crianças novamente (outra máxima sobre a  mãe quando está envelhecendo).

Uma mãe abdica de ser ela própria em prol de seus filhos e família. Deixa suas necessidades e vontades para um segundo, terceiro as vezes quarto plano. Não fazem isso esperando algo em troca, mas sim, porque são mães.

Pois, a maternidade lhe enobreceu como ser humano, lhe dá a sensação de um dever cumprido.

Mães absolutas, mãe de criação ou mãe emprestada… seja qual for sua labuta maternal, ao certo o que sabemos é que um dia é pouco para lhe tecer homenagens.

Aliás, infinitamente poderíamos enaltecer a figura doce, protetora e inspiradora daquela pessoa que nos deu a vida.

Mães jamais deveriam partir, mas sim deveriam ser imortais … precisamos tê-las conosco para nos confortar como só ela sabe, também para nos ajudar nas tomadas de decisões e assim sucessivamente acompanhar nossa jornada.

Mário Quintana comparou uma mãe ao céu, ambos são infinitos, quanta verdade há nisso não é mesmo?

Dessa forma, nos resta a sensatez de não perder nenhum momento de nossas vidas para homenagear aquela a qual devemos um valor jamais possível de ser pago.

Dia das mães é todo dia, lembre-se disso!

Responder