Ao contrário que muita gente pensa o sol de serra é bem mais nocivo para a pele que o sol do litoral, mas porque isso acontece?

A estrela mais potente brilha tanto no inverno como no verão, entretanto, no segundo caso, os raios ultravioletas parecem ainda mais danosos.

É muito comum, quando vamos a praia, caprichar no protetor solar, um hábito culturalmente negligenciado quando visitamos uma região mais alta em relação ao nível do mar.

Mas, na verdade, o sol de serra é tanto ou mais poderoso e pode trazer danos a pele, principalmente:

  • Envelhecimento;
  • Queimaduras;
  • Alergias.

E até mesmo agir para aumentar os riscos de chance de pele.

Veja porque motivo o sol de serra é mais nocivo

Com certeza não é porque serras estão mais próximas do céu.

Curiosamente a atmosfera tem uma função importante para a saúde humana, ou seja, é um filtro solar natural, ainda mais quando a poluição é monitorada.

Em síntese a performance deste filtro é superior em condições geográficas com menos altitude como no litoral.

Logo, a maior densidade do ar que percebemos na praia ajuda a bloquear os raios UV.

Em contrapartida, na serra o ar é rarefeito, porque a altitude é superior, então tende a atingir ainda mais a pele.

Contudo, não percebemos essa ação, porque o clima na serra é muito mais agradável, inclusive pode chegar a discrepantes variações de 10 a 12 graus em distâncias curtas de uma situação para outra.

Sendo assim, é muito importante nos dois casos, usar protetor solar adequado, e promover outras ações de proteção a pele, como:

  • Usar óculos de sol que bloqueiem raios UV;
  • Contar com chapéus, bonés e viseiras para aumentar a proteção na região da cabeça e rosto;
  • Evitar se expor nos horários de maior intensidade solar (11 e 16 da tarde);

E, principalmente usar protetor solar corretamente, que de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, devemos aplicar pelo nenos 30 minutos antes de nos expormos ao sol e renovar a aplicação a cada 2 horas.

Se prevenir do sol, mesmo que precisemos para aproveitar os benefícios terapêuticos, é evitar fazer parte da preocupante estatística do INCA – Instituto Nacional do Câncer, que menciona novos de casos de câncer de pele todos os dias.

Nos diga o que você faz para se proteger do sol?

Responder